segunda-feira, 13 de julho de 2015

Não deixe sua prosperidade ir embora...

A fábula do vendedor de cachorro-quente e a crise


"Um homem vivia à beira de uma estrada e vendia cachorro quente.
 Ele não tinha rádio, não tinha televisão e nem lia jornais, mas produzia e vendia o melhor cachorro quente da região.
 Ele se preocupava com a divulgação do seu negócio e colocava cartazes pela estrada, oferecia o seu produto em voz alta e o povo comprava e gostava.

As vendas foram aumentando e cada vez mais ele comprava o melhor pão e a melhor salsicha. Foi necessário também adquirir um fogão maior para atender a grande quantidade de fregueses.

E o negócio prosperava a olhos vistos. Seu cachorro quente era o melhor!

Vencedor, ele conseguiu pagar uma boa escola ao filho. O menino cresceu, e foi estudar Economia numa das melhores Faculdades do país.

Anos depois, finalmente, o filho já formado, voltou para casa, notou que o pai continuava com a vida de sempre, vendendo, agradando e prosperando e teve uma séria conversa com o pai:

– Pai, então você não ouve rádio? Você não vê televisão? Não acessa a Internet e não lê os jornais? Há uma grande crise no mundo. A situação do nosso País é crítica. Está tudo ruim. O Brasil vai quebrar.

Depois de ouvir as considerações do filho Doutor, o pai pensou: _ Bem, se meu filho que estudou Economia na melhor Faculdade, lê jornais, vê televisão e internet, participa de redes sociais, e acha isto, então só pode estar com a razão, a coisa deve estar feia mesmo!

Com medo da crise, o pai procurou um Fornecedor de pão mais barato (e é claro da pior qualidade).

Começou a comprar salsichas mais barata (que era, também, a pior). Para economizar, parou de fazer cartazes de propaganda na estrada.

Abatido pela noticia da crise já não oferecia o seu produto em voz alta. Tomadas essas providências, as vendas começaram a cair e foram caindo, caindo e chegaram a níveis insuportáveis e o negócio de cachorro quente do velho, que antes gerava recursos até para fazer o filho estudar Economia na melhor Faculdade quebrou.

O pai, triste, então falou para o filho: – Você estava certo, meu filho, nós estamos no meio de uma grande crise. e comentou com os amigos,orgulhoso:

– Bendita a hora em que eu fiz meu filho estudar economia, ele me avisou da crise!"

Este texto nos revela uma grande lição: Vivemos em um mundo contaminado de más noticias e se não tomarmos o devido cuidado, essas más noticias nos influenciarão a ponto de roubar a prosperidade de nossas vidas, portanto, cuide-se, liberte-se e lute pelos seus objetivos de forma consistente e permanente.


Analise, use o bom senso, compre, critique e se certifique, aí sim você pode formar sua opinião e tomar sua decisão.

Um grande abraço


3 comentários:

Jéssica Mirtiany disse...

Nossa análise é mesmo indispensável diante de qualquer circunstância. Parabéns pelo blog, Ju! Linda noite pra você. Beijos

Marilene Domingues disse...

Olá Juliana, bom dia!
Amiga, te vi como seguidora lá no meu recanto e cá estou para conhecer você e seu
adorável espaço...Amei tudo por aqui e te desejo tudo de melhor! Já seguindo você com muito gosto...
Quanto aos texto penso igualmente, não devemos nos amedrontar pela situação e nem
compartilhar cegamente do que os outros pensam,veem e acham...Devemos seguir nossa intuição
com a segurança que nos é cabida e deixar a vida seguir seu curso naturalmente...
Deixo abraços com carinho
Marilene
Marilene Folhas Flores e Sutilezas

Blog da Gigi disse...

Olá amei seu cantinho!!!!!!! Seguindo!!!!!!!!!!http://gigicandy29.blogspot.com.br/